sábado, 4 de maio de 2013

Isto são notícias ? Este é o rumo para a falência

Sinceramente, continuam a não querer poupar milhares nos Organismos apenas com gestão eficiente.
Não é este o caminho.

"As rescisões por mútuo acordo, a mobilidade e o aumento do horário de trabalho permitirão reduzir em 30 mil o número de funcionários públicos.
  • O primeiro-ministro anunciou esta sexta-feira à noite um conjunto de medidas para o sector público. Eis as seis medidas que vão afectar os funcionários públicos.

* Transformar a mobilidade em requalificação da administração pública e limitar o período em mobilidade a 18 meses.

* Aumento do horário de trabalho dos funcionários públicos para 40 horas – Para o primeiro-ministro corresponde a proceder à convergência do horário de trabalho da função público com a média do sector privado e com o que sucede na OCDE promovendo ainda a igualdade entre os sectores público e privado.

* Rescisões por mútuo acordo – o diploma vai ser debatido em Concertação Social e abre a possibilidade de os funcionários públicos, por sua iniciativa, deixarem d etrabalhar para o Estado mediante uma indemnização.

* Alterações na tabelam remuneratória e nos suplementos – o primeiro-ministro anunciou que se pretende criar uma única tabela de suplementos remuneratórios.

* Contribuição para a ADSE aumenta, tal como para outros subsistemas – Durante este ano as contribuições para os subsistemas de saúde serão agravados em 0,75 pontos percentuais e em 2014 em mais 0,25 pontos percentuais.

* Redução das despesas com bens e serviços em 10%.

in http://www.jornaldenegocios.pt/economia/funcao_publica/detalhe/funcao_publica_as_medidas_anunciadas_por_passos_coelho.html


Sem comentários:

Publicar um comentário


Agradeço o seu contributo com interesse público e de forma séria.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...