quinta-feira, 23 de abril de 2015

Não querem ligar a comunicar que estamos isentos de Comissões e Juros ?


Consta que o GEF (DGPGF) , aquelas senhoras simpáticas cof cof, ligaram para as escolas, a informar que temos de descontar o subsídio de refeição aos docentes nas interrupções letivas e as tolerâncias de ponto de dezembro de 2014, isto a semana passada.


Esta semana, ligaram de novo para alertar de que o pessoal não docente, apesar de pobrezito, também tem de ser roubado, apenas nas tolerâncias de ponto!

Parece-me que eles andam a ler demais no chat. Temos colegas que escrevem o que não devem, digo, por vezes dão ideias...

Tenho mesmo de configurar o Fórum para termos uma zona restrita apenas para quem se identificar e confirmarmos em que escola exerce funções, assim, irradicamos os cuscos do GEF :)

Se estes nossos amigos, primassem por nos orientarem para práticas mais uniformes entre os serviços e disponibilizassem ferramentas para uso comum, estavam a prestar um serviço público de gestão.

Ainda não resolveram o problema de alguns serviços, sobre as comissões que pagam por transferências bancárias. Com a CGD, tem servido (até um dia) um simples ofício e ficamos isentos das comissões por operação online e depósitos! Mas nos restantes bancos consta que já existem Serviços a pagar e bem.

Esta semana, comentaram aqui no fórum, que a Segurança Social também se lembrou de começar a emitir juros sobre as declarações de remunerações submetidas e pagas no mês seguinte. E o GEF, anda a perder tempo por causa de subsídios de refeição ? 

Meus amigos, não é por aí que existem roubos... se investigassem o pagamento de abonos de família e outros subsídios... Ou alguns Contratos que efetuamos que lesam o Estado (e os nossos bolsos), aí sim, estamos a ser roubados, mas nós Assistentes Técnicos, nada ou pouco podemos fazer. Mesmo denunciando, sabem logo quem foi o comuna


26 comentários:

  1. Ui que ideia tão ao estilo do "querido líder", quem tiver opinião diferente irradica-se. Ficam-lhe mal essas ideias bafientas meu caro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo completamente com a opinião do "querido lider". E sendo um blog particular, o administrador faz o que bem quiser com ele. Sejam as suas opiniões e ideias bafientas ou não.

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

      Eliminar
  2. Porque é que o zé povo hade pagar o sub de refeição a um prof. que não está em efetividade de funções, mas sim numa qualquer esplanada ou praia?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E depois ainda existem os professores que nessa mesma semana do Natal ficam em casa de 22/12 a 2/01 provavelmente a "preparar"o próximo período...(risos..) mas que deveriam estar na escola como os restantes funcionários e, também recebem esses dias de subsídio de refeição...Alguma escola onde isso não acontece?? ou a minha é excepção??? Acho que não....

      Eliminar
    2. E que culpa têm os professores de os alunos irem para casa? E que culpa têm os docentes qu não haver actividades lectivas? E porque, se acha tão bom ser professor, não estudou em vez de ter ficado só com as novas oportunidades? Preguiça ou pura ignorância?
      Idiota

      Eliminar
    3. Meu caro anónimo, na minha escola temos 3 funcionários na secretaria e 2 auxiliares que são licenciados, pelo que não é falta de estudo, no entanto temos alguns professores que nem licenciados são e se fizer as contas os professores estão menos de 150 dias úteis por ano na escola, mas recebem vencimentos por 365 dias...

      Eliminar
    4. Isto resolve-se bem, nas tais pausas, que devem servir para planeamento e avaliação do ano letivo, se efetivamente os profs ficarem nas escolas a fazer esse serviço (como fazem os colégios privados, ou nos países que nós andamos sempre a copiar) então aí é devido o subsídio de ref, que implica que o trabalhador esteja efetivamente ao serviço, tudo o que for fora disto, são as tais gorduras que podem ser irradicadas.

      Eliminar
    5. Só para responder ao anónimo nº 2, em complemento a resposta que me deu depois do meu comentário, por não existir actividades lectivas não tem de estar no seu local de trabalho dentro do seu horário como qualquer outro funcionário de um estabelecimento de ensino? Também o informo que não sou professor, trabalho numa escola, mas tenho um mestrado e uma pós graduação no currículo profissional o que não acontece com muitos profissionais docentes em que alguns são uns "parasitas" educacionais sendo também profissionais de baixo nível... e sei bem do que falo...

      Eliminar
  3. Na minha opinião, acho que o chat deve continuar como está, ou seja, aberto a todas os cidadãos, pois acredito que a DGPGF e outras entidades que venham "cuscar" :) tenham muito mais aprender connosco do que realmente nos prejudicar. Seria uma excelente ideia, estes senhores, depois de lerem todas as dúvidas com atenção, que diariamente as escolas se confrontam, fizessem uma espécie de guia prático, para que todas as entidades seguissem o mesmo fundamento e não prejudicassem nem o estado nem os funcionários. Em relação ao SR acho muito bem que seja descontado aos docentes... se estes estão em casa de férias ou interrupção letivas, como gentilmente, lhe chamam, é mais que justo que esse valor seja descontado.

    ResponderEliminar
  4. É só privilégios de uns e prejudicados outros..... Os professores são empregados sazonais, mas recebem como não fossem, o mesmo se passa com o chamados vigilantes da segurança escolar, estes já reformados e c boas reformas, ainda abonam mais um ordenado do MEC, que é superior a um AO ou AT, mas destes ninguém fala, esse tacho que em que o estado está a pagar 2 ordenados, mais subsídios de férias/natal a um mesmo elemento..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não vejo problema nesta situação. Se havia violencia e gente estranha em torno das escolas, este acordo com o MAI foi uma boa medida, em colocar elementos das forças de segurança a fazer esse serviço. É gente especializada que consegue ter uma atuação diferente de um contínuo, que tomara que não tenha da sair da gurita da entrada.

      Eliminar
  5. Caro administrador do blogue,

    só pelo facto de alguma "gente?!?" utilizar, no sentido pejorativo, conceitos e preconceitos, apelidando-o de "querido líder" ou "que só aceita membros com opiniões validadas pelo PCP" , já era razão suficiente para moderar o chat, que esta "gente" conspurca tudo por onde passa...
    Quanto ao desconto do SR aos docentes acho que é evidente para todos que deve ser descontado....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

      Eliminar
    3. Para argumentário baixo desses, mais vale é ir trabalhar que é para isso que lhe pagam, e há noite ao invés de ficar a ouvir a internacional, em vez de dar um jeito na maria, pegue num livro ou inscreva-se numa escola.

      Eliminar
    4. E a si, pagam-lhe para vir fazer comentários?

      Eliminar
    5. Uso o meu tempo de férias como melhor me aprouver.

      Eliminar
    6. Critica o autor do blogue porque não aprova opiniões diferentes da dele mas você faz o mesmo, uma vez que não aceita os comunistas pelos comentários que fez sobre eles... haja paciência para pessoas como você.... que nem merecem resposta! Passe bem!

      Eliminar
    7. Eu nunca disse que não aceito opiniões dos comunas, aliás enquanto digirente sindical, tenho bons debates com eles e até temos pontos de contato e esse nível. Não obstante recuse-me a comer o "vomitado" dos outros, sem usar a capacidade de análise que me custou décadas a adqurir. Para seu governo até acho que um governo com um MAI e um Min da justiça comunas eram interessantes, mas com capacidade de suspender a CRP, sempre ficávamos com as ruas limpas de bandidagem, e desenvolvia a industria dos cães raivosos e das balas na nuca.Mais do que estes ministros vermelhos não, que eu não quero ter para comer só gafanhotos e arroz nem os meus descendentes.

      Eliminar
    8. Existe sempre uma primeira vez, hoje apaguei comentários.
      Nunca foi necessário tornar os comentários controlados, antes da publicação... hoje alterei as regras, porque aparecem pessoas que se dizem sindicalistas "radicalistas", vamos ver se continuam...

      Eliminar
  6. Não percebo porquê dizem que (pelo menos nesta situação) os colegas falam demais e que o GGF anda a cuscar.
    Se leram o OFÍCIO CIRCULAR Nº 2 / DGPGF / 2015 de 07 de Janeiro, a informação em relação à tolerância de ponto e sub. de refeição está lá referenciada.

    Relembra-se que relativamente aos dias de tolerância de ponto, e de acordo com a informação nº 1/DRJE/2011, de 3 de Janeiro, da Direção-Geral da Administração e do Emprego Público, sobre a qual recaíram os despachos de concordância de S. Exs. o Secretário de Estado da Administração Pública, de 22.03.2011, e do o Senhor Ministro
    das Finanças, de 30.03.2011, só há lugar ao abono do subsídio de refeição quando se verifique a prestação diária de serviço e o cumprimento de, pelo menos, metade da duração normal do trabalho diário, ou seja quando se mostrem cumpridos os pressupostos da sua atribuição, nos termos do artigo 2.º do Decreto-Lei n.º 57-B/84, de 20.02, na redação conferida pelo Decreto-Lei n.º 70-A/2000, de 05.05.

    ResponderEliminar
  7. Pessoal especializado do mai ???? Então se os senhores da segurança escolar são ex militares,ex policias TDs com idades já avançadas, e ultrapassados na forma de lidar com alunos, apenas concordaria c este serviço se ele fosse voluntário, agora encher os bolsos a estes ex policias ou militares,qd ha imensos desempregados que podiam desempenhar funções semelhantes....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ó colega, mais vale um policia ou gnr na reserva, já com artroses mas com experiência em lidar com alguma bandidagem que povoa e gravita nas escolas e imediações, do que um/a auxiliar que ao minimo berro mete-se na casota ou não tem a minima noção de investigação criminal, com acesso priveligiado aos elementos da Escola Segura

      Eliminar
  8. Boa Noite!!
    Fiquei confusa... também é para descontar subsídio de refeição nas interrupções letivas aos docentes? Quem disse isso?

    ResponderEliminar


Agradeço o seu contributo com interesse público e de forma séria.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...