quarta-feira, 25 de julho de 2018

Nomeados mais Chefes Sem Concurso - No MEC impera a imoralidade

Eu dia ainda me fazem uma música...

SOU CHEFE SEM CONCURSO Burro como um Urso
SOU CHEFE SEM CONCURSO Burro como um Urso
SOU CHEFE SEM CONCURSO Burro como um Urso

Qualquer raciocínio obtuso, recomenda-se consulta de urologia. 

O que está em causa, não são as pessoas! É o método! É o processo!


Pena que a ANDAEP (Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas) e ANDE (Associação Nacional de Dirigentes Escolares ) não se pronuncie publicamente sobre o assunto! Dizem-me que os Diretores preferem, ter burros, toninhos, sonsinhos, velhinhos, amadeus e amadeus dada a facilidade de lhes adequar a educação mais apropriada aos interesses das suas necessidades... tal como acontece com as crianças segundo métodos kantianos...)

Sindicatos querem comentar publicamente, em vez de denegrirem a imagem do blog e atacar um alvo errado! 
Temos várias pessoas alegam terem conhecimento da equipa do blog... só vos tenho a dizer... MUITO FRIOOOOO  HAHAHA



Despacho (extrato) n.º 7024/2018 - Diário da República n.º 141/2018, Série II de 2018-07-24
Educação - Direção-Geral da Administração Escolar
Consolidação da mobilidade intercategorias da trabalhadora Paula Cristina da Cunha Magalhães

Despacho (extrato) n.º 7025/2018 - Diário da República n.º 141/2018, Série II de 2018-07-24
Educação - Direção-Geral da Administração Escolar
Consolidação da mobilidade intercategorias da trabalhadora Maria José de Sá Alves Brandão de Castro

Despacho (extrato) n.º 7026/2018 - Diário da República n.º 141/2018, Série II de 2018-07-24
Educação - Direção-Geral da Administração Escolar
Consolidação da mobilidade intercategorias da trabalhadora Maria Dulce do Nascimento Almeida

Despacho (extrato) n.º 7027/2018 - Diário da República n.º 141/2018, Série II de 2018-07-24
Educação - Direção-Geral da Administração Escolar
Consolidação da mobilidade intercategorias da trabalhadora Marta Joana Rodrigues Vieira


UPDATE (agradeço o alerta em comentário não tinha verificado as nomeações do dia 10)


Despacho (extrato) n.º 6700/2018 - Diário da República n.º 131/2018, Série II de 2018-07-10
Educação - Direção-Geral da Administração Escolar
Consolidação da mobilidade intercategorias da trabalhadora Maria Edite Lourenço Rodrigues

Despacho (extrato) n.º 6701/2018 - Diário da República n.º 131/2018, Série II de 2018-07-10
Educação - Direção-Geral da Administração Escolar
Consolidação da mobilidade intercategorias da trabalhadora Maria Leonor Martins Oliveira Chora Lamúria

Despacho (extrato) n.º 6702/2018 - Diário da República n.º 131/2018, Série II de 2018-07-10
Educação - Direção-Geral da Administração Escolar
Consolidação da mobilidade intercategorias da trabalhadora Susana Maria Serapicos Cabeça

Despacho (extrato) n.º 6703/2018 - Diário da República n.º 131/2018, Série II de 2018-07-10
Educação - Direção-Geral da Administração Escolar
Consolidação da mobilidade intercategorias da trabalhadora Cidália Odete da Costa Alves Ribeiro

Despacho (extrato) n.º 6704/2018 - Diário da República n.º 131/2018, Série II de 2018-07-10
Educação - Direção-Geral da Administração Escolar
Consolidação da mobilidade intercategorias da trabalhadora Maria Filomena de Almeida Coelho Antunes Afonso

Despacho (extrato) n.º 6705/2018 - Diário da República n.º 131/2018, Série II de 2018-07-10
Educação - Direção-Geral da Administração Escolar
Consolidação da mobilidade intercategorias da trabalhadora Conceição Maria Magalhães dos Santos Moreira



o mesmo se aplica aos diretores...

Aviso n.º 9837/2018 - Diário da República n.º 141/2018, Série II de 2018-07-24
Educação - Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares - Agrupamento de Escolas da Sé, Guarda
Recondução do diretor do Agrupamento para o quadriénio de 2018-2020


12 comentários:

  1. Estas nomeações dão jeito a muita gente mal formada e o pior: sem escrupulos de passar seja à frente de quem for...
    Os graxistas não precisam de concursos...

    ResponderEliminar
  2. Colega, e quando uma determinada secretaria tem um chefe que se submeteu a Concurso e foi colocado em determinado serviço, e passados uns anos entra de atestado médico e a Direção decide "promover" um Assistente-Técnico para "chefiar"?
    Ou seja: acabamos por ter a receber como Chefe duas pessoas no mesmo serviço. Isso é legal?
    Obrigado

    ResponderEliminar
  3. Isso deve ser dor de corno não? Assim como da tua amiga gestora Ana Paula Tavares, a bufa!

    ResponderEliminar
  4. O colega “dor de corno” deve ser um dos promovidos sem concurso. E confirma pela sua frase aquilo que eu disse que são os novos coordenadores: pessoas mal formadas…
    Então meta na cabeça o seguinte: quem por graxas e não mérito próprio conseguiu ter essa promoção, NUNCA, mas mesmo NUNCA terá o respeito nem obediência dos restantes colegas. Nunca os veremos como chefes. Muitos são iguais a nós e em certos casos até menos.
    Inveja sua, não tenho nenhuma. Nem de si nem de ninguém.
    Apenas não são justas estas imerecidas promoções, quando há muita gente mais qualificada para o cargo.
    Quero acreditar que haverá exceções…

    ResponderEliminar
  5. AT também viu as que foram publicadas a 10 de julho? É uma loucura desenfreada, sem critérios, sem ouvirem a opinião dos trabalhadores e apenas com a decisão do diretor. Mal o diretor sabe como são tratados os trabalhadores, ou talvez saiba... como escravos, enfim... Aqui encaixa bem a expressão "jobs for the boys"! Cargos feitos à medida dos amigos e não das competências!

    ResponderEliminar
  6. E depois é vê-los a esconder os erros, para que a Direção não saiba...
    É ve-los a tentar a todo o custo manter uma imagem daquilo que não são: bons profissionais...
    Porque para se ser Chefe, sao necessárias grandes competências...
    Ah, perdão, esqueci-me: isso era antigamente ate uns anos atrás, em que se faziam concursos...
    Podridão de sistema este em que prevalecem as cunhas, o graxismo, o cinismo e tanta, mas tanta falsidade disfarçada de "competência"...
    Mas as Direções também têm muita culpa: sabem quem sao os bons profissionais, mas adoram os graxistas...
    É que são estes quem lhes vai contar tudo o que se passa no serviço... O pior é que a maior parte dos acontecimentos chega distorcido aos nossos superiores...
    Enfim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nao podia estar mais de acordo, mas infelizmente está realidade abrange mais serviços, para além das escolas. Em outros ministérios passa se o mesmo :(.

      Eliminar
    2. Concordo plenamente! É ver o caso do meu chefe, anda no laru a maior parte do tempo, pouco tempo passa à secretária, entra tarde porque vai ao ginásio e sai cedo porque tem os filhos... e os escravos que trabalhem. Mas agora não há nada a fazer, é conformar e gramar até à reforma, porque o legislador assim o permitiu!

      Eliminar
  7. "quem por graxas e não mérito próprio conseguiu ter essa promoção, NUNCA, mas mesmo NUNCA terá o respeito nem obediência dos restantes colegas. Nunca os veremos como chefes. Muitos são iguais a nós e em certos casos até menos."
    Muito bem dito.
    Subscrevo.

    ResponderEliminar
  8. E ser nomeado várias vezes pelo sei mérito e por concurso inclusive e a DGAE não deixar sair?! Muitos dirão: "é ilegal"... Pois eu sei... Está tudo em tribunal (só assim conseguirei algo) enquanto isso o desgaste psicológico e emocional vai-se acumulando... E para completar o ramalhete tenho a nota mais baixa de uma secretaria onde o tesoureiro nem sequer sabe fazer uma folha de cofre e a coordenadora técnica em substituição não sabe articular o pretérito perfeito dos verbos... (o perfeito, o mais que perfeito o gerundio e o que mais exista)... Avaliações também alvos de processos em tribunal... Porque nem sabem que uma reclamação de um funcionário saí fora do âmbito das quotas...

    ResponderEliminar
  9. A nova coordenadora técnica em substituição de uma certa escola no Alentejo no ano de 2011 conseguiu trabalhar 6 meses e teve relevante, os outros que trabalharam um ano tiveram adequado, desde que entrou ilegalmente para a escola foi tendo sempre relevante, oferecendo prendas e sendo nora de quem é já que o sogro não quere desocupados em casa, só sabe fazer vencimentos que é o que interessa a diretora, assim roubou o lugar a antiga coordenadora técnica em substituição. A tesoureira também é limitada que não sabe qual é a sua função e põe a contabilidade a fazer o serviço dela.

    ResponderEliminar


Agradeço o seu contributo com interesse público e de forma séria.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...