segunda-feira, 25 de junho de 2018

Faltas Por Greve no Ministério da Educação


Todos nós que trabalhamos neste Ministério da Educação reconhecemos que passamos vergonha quando nos anunciamos, principalmente a colegas de outras áreas. 

As condições contratuais dos profissionais dos recursos humanos merece atenção ou resposta por parte da tutela, é legítimo um trabalhador questionar a entidade patronal sobre o processamento do seu vencimento.

Quando os serviços processadores têm dúvidas ou recebem as mesmas, devem responder ou informar que solicitaram apoio jurídico superior.

Face às centenas de dúvidas sobre a greve, já devia o ME ter esclarecido os serviços, para tentar reduzir ao máximo os impactos de eventuais erros.

É uma vergonha o que se passa no Ministério da Educação ultimamente... 

A marcação de uma falta indevida pode ser corrigida... é tempo de uniformizar - ou marcamos um dia ou marcamos tempos! Porque até ao momento, cada um faz o que quer.

Já alguém tem resposta da DGAE - sobre o dia ou tempos em período de greve ?


5 comentários:

  1. Olá, Assistente Técnico. Pois é... A arbitrariedade persiste. Será que posso divulgar esta publicação no Professores Lusos? Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Helena, podem divulgar tudo! O Ricardo é sócio do clube ;) Obrigado pela visita!

      Eliminar
  2. O ECD diz no seu artigo 94, ponto 6, que falta a reunião de avaliação desconta 1 dia?

    ResponderEliminar


Agradeço o seu contributo com interesse público e de forma séria.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...