terça-feira, 22 de novembro de 2016

Resultados finais do inquérito - Conclusão - "Chefes em Substituição Não querem realizar provas de admissão na carreira - têm medo dos colegas AT's... sem qualificações, dizem eles!!!


O tema é polémico, não pelos resultados!!! Mas pelos comentários que foram surgindo nos vários post's. Bem sei que nem todos lêem comentários... mas em 24horas escreveram bem...

493 votos

415 votos não concordam com consolidação das atuais chefias VS 73 votos desejam consolidação imediata.

Isto demonstra a não satisfação dos trabalhadores nos serviços com as suas atuais chefias, diria eu...

A maioria entende que não devem consolidar na carreira, estes colegas que estão a substituir em regime de mobilidade de Coordenador Técnico (chefe).

E os argumentos foram muitos... chegaram em vários comentários ao insulto...dos colegas!




No que me respeita, a minha opinião é, devem abrir a possibilidade de candidatura para todos os trabalhadores! Estes colegas que exercem a chefia temporariamente, entendem que não... e chegam a escrever coisas como esta... podiam ser vários os exemplos...

Esta mensagem foi escrita por um comentador anónimo (clarooo)

Um Coordenador Técnico tem de perceber de todas as áreas e assegurar qualquer uma das áreas na ausência do colega. Inclusivé as prestação de contas. Assim sendo, deverão ser estes e apenas estes a irem a concurso, cuja prova deverá incluir perguntas de todas as áreas. Não são os AT's de uma ou outra área a responderem de áreas que nem sequer nunca tiveram acesso. Apenas tão simples como isto. A não ser que queiram passar pela vergonha de terem um 4 ou 5... quanto a habilitações literárias, tenho mais do que qualquer um...))))))

Todos sabemos qual é a qualidade da maioria das chefias e porque motivo se encontra nomeado pela direção...

Não percebo qual é o receio dos colegas realizarem provas ?

E porque é que não aceitam que os restantes colegas possam ser opositores ao concurso ? Receio ? Se os chefes têm em tão pouca credibilidade os AT's ou outra coisa que o valha, vamos todos juntos a provas! Claro que isto, não significa ser o melhor chefe... conheço várias pessoas, que são ótimos líderes no serviço e que provavelmente podiam ter dificuldades, conforme a estrutura da prova...

Deixem-me que vos diga, a última prova para CSAE, foi de caracácá... Se algum de vós concorre para outros Ministérios, tem noção do que falo!

Além da prova, seria interessante uma entrevista com um painel de 4 júris, fora da nossa unidade orgânica, de 20 minutos com o máximo 10 questões... (alguns já devem conhecer este método)

Outros colegas aparecem com justificações, mais escandalosas, tipo, "naaaaa nós é que temos responsabilidade porque damos a cara etecetra e tal, temos de consolidar imediatamente, mas se tiver de abrir concurso, só pode abrir para quem já exerce" 

Alguns colegas estão borradinhos de medo e de perder o poleiro...

Face à minha desilusão genérica com chefias, perdoem-me os/as mais capazes que ainda não tive o privilégio de conhecer :) verifico nas últimas décadas, que a maioria dos serviços, sobrevivia bem sem chefe. 

Mas com a possibilidade da existência do mesmo, penso ser preferível, a nomeação temporária de 3/4 anos, com possibilidade de renovação com determinadas condições... possibilitando uma possível rotatividade, no caso de má ou insuficiente prestação de serviço.

Quando questionados sobre a possibilidade de avaliarmos a chefia, com ponderação de 20%

449 concorda VS 44 discorda.

Portanto, uma pequena alteração na lei 66B e está resolvido :)



6 comentários:

  1. "Mas com a possibilidade da existência do mesmo, penso ser preferível, a nomeação temporária de 3/4 anos, com possibilidade de renovação com determinadas condições... possibilitando uma possível rotatividade, no caso de má ou insuficiente prestação de serviço" - se estão em substituição e eu já assisti, foram substituídos por má prestação... a palavra substituição é exemplificativa de quando algo não está bem, fora!!!

    ResponderEliminar
  2. Algum colega sabe dizer no caso de abertura de concurso para CT, se as habilitações passam por uma licenciatura numa área especifica, por exemplo economia, gestão ou assessoria de direcção? Obrigado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca vai abrir concurso ;)

      Eliminar
    2. Porquê? Esta também é uma das reivindicações do Sindicato - STFPS, assim como grande parte de nós, AT's, desejamos que aconteça.

      Eliminar
  3. "Um Coordenador Técnico tem de perceber de todas as áreas e assegurar qualquer uma das áreas na ausência do colega"... e de dois e de três, nas férias, escalas e ......... HAJA DEUS NAO ABUSEM

    ResponderEliminar


Agradeço o seu contributo com interesse público e de forma séria.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...