quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

SIADAP 3 Texto de fundamentação - auto-avaliação para EXCELENTE



Texto de fundamentação - auto-avaliação para EXCELENTE

"Eu sou muito bom e melhor que eu não há.


Durante estes dois anos, empenhei-me e atingi os meus objetivos em engraxar os meus superiores.

Deixei de gozar férias e tudo quando percebi que a Rosinha do lado, estava empenhada em engraxar mais que eu.
Ofereci beijinhos e cafezinhos às pessoas que atendi e que por sua livre iniciativa acabaram para me fazer grandes elogios perante a direção.

Considero ter sido o melhor a ocultar os meus erros por isso nada têm a apontar-me. O plano face-oculta funcionou na perfeição.
Contribuí para o trabalho em equipa ajudando os meus colegas a sentirem-se motivados para pedir transferência para outros ministérios.

Fui um autodidata após a Rosinha me ter ensinado a mexer no programa.
Despachei trabalho para outros e os telefonemas resolvi-os todos. Nunca tive culpa do número de chamadas que caíam.
Empenhei-me a criar um bom ambiente de trabalho quando fui roubar, ou melhor, pedir emprestado ao gabinete médico o sofá que eles têm, para promover umas sestas depois de almoço.
Poupei imensos recursos como o papel, por exemplo e apenas imprimi receitas culinárias.
Fui um verdadeiro exemplo para os meus colegas e tenho a certeza que sou admirado por todos, mesmo quando a Rosinha me diz a brincar:

-Oh, ..... já fazias qualquer coisinha não?

Brincalhona a Rosinha.
Só espero que ela não fique com inveja do prémio de mérito que vou ter, pois a inveja só cria mau ambiente no trabalho.

Eu até gosto da Rosinha farta-se de trabalhar coitada. Talvez daqui a 2 anos ela ganhe uns pontos, se for aprendendo comigo...

Não é fácil ser-se como eu! São muitos anos de empenho, dedicação e profissionalismo.
É bem merecido o "excelente".

E prontos, considero-me auto avaliado :-)


Colega da ROSINHA


20 comentários:

  1. Assim se passa na escola da Vidigueira...

    ResponderEliminar
  2. Assim se passa em tantos serviços.
    Parabéns pelo texto.
    Excelente humor.
    A brincar diz as verdades.
    Quantos colegas não há por ai, como este colega da Rosinha.

    ResponderEliminar
  3. Excelente texto.
    Diz muito do que temos.
    E prontos, já fiz o meu comentario :)

    ResponderEliminar
  4. Falta só aquela pérolazinha: "visto que quem avalia dá o excelente rotativamente e este ano calha-me a mim, tenho pena da Rosinha mas a vez dela há-de chegar, basta ter paciência! amén"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "...quem avalia dá o excelente rotativamente..."???
      A sério? No vosso serviço é assim?
      Ridículo.
      Ainda não se lembraram de fazer assim:
      Um, dó, li, tá,
      Cara de amendoá,
      Quem merece o prémio
      Premiado está!

      A avaliação de serviço no seu melhor...

      Eliminar
  5. Já o meu chefe só dá excelente a uma única funcionária e assume aquando na avaliação dos outros. A tal excelente a quem ele delega todas as funções, faz-lhe o trabalho todo ele só assina. A tal que se empenha em engraxar os superiores, a melhor a ocultar os seus erros, MAS evidência os erros dos colegas,
    Faz tudo para desmotivar os colegas OU talvez seja para se sentirem motivados a pedir transferência, cria mau ambiente no trabalho com tanto que diz mal dos colegas aos superiores. Quando se escolhe profissionais por compadriose troca de favores, os serviços publicos nunca irao para a frente. Nao vejo melhoras.

    ResponderEliminar
  6. "Brincalhona a Rosinha.
    Só espero que ela não fique com inveja do prémio de mérito que vou ter, pois a inveja só cria mau ambiente no trabalho..."

    Adorei.
    Parabéns.
    Um texto espetacular

    ResponderEliminar
  7. Assim se passa na saúde e em tantos outros ministérios. Adorei o texto

    ResponderEliminar
  8. PARABÉNS pelo texto AT.

    E na minha Escola como também é rotativo, até se dá excelente a um colega que vai aposentado e ainda fica com pontos de sobra. Era uma grande ideia se pudéssemos comprar pontos a quem não precisa deles.
    Há por aí alguém que me queira vender 2 pontitos?
    Pago bem :) :) :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahah...Também quero 2 pontitos! Se lhe venderem diga pk tb não progredi pk m faltaram 2 pontos. Não contaram os 10 anos k estive em contratos a termo.😠😡

      Eliminar
    2. Não é professora logo não conta, quem manda ser funcionária pública de 3ª categoria? hmmm? junte-se a mim...

      Eliminar
    3. Eu acho é que somos funcionários públicos sem nenhuma categoria.:):):)

      Eliminar
  9. Espectacular! Tão bem retratado o panorama das Escolas Portuguesas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é so nas escolas.
      No meu local de trabalho temos parecido. Infelizmente.

      Eliminar
  10. Não é em todos os serviços que se passa o descrito, pelo menos no meu não se passa. Nunca dei excelente porque entendo que ninguém é excelente.. Sempre estabeleci objetivos mensuráveis e desta forma é muito mais fácil avaliar, bem como ser justa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E se tiver vários funcionários que mereçam o Muito Bom, como faz se está limitada às quotas?
      Acha justo dar a um funcionário a nota de Bom, quando na realidade ele é Muito Bom?
      Concordo que ninguém é Excelente, mas há muitas avaliações dadas injustamente.

      Eliminar
  11. Caro Colega Anónimo, o que quer dizer com Muito Bom é Relevante, não? Claro que estou limitada às quotas, mas como deve saber, dentro de cada menção qualitativa existe a menção quantitativa, não? É justo que os que tiverem menção quantitativa maior tenham o Relevante, não?Isto é como uma corrida, quem chega primeiro ao fim é o vencedor, ou não? Mas como é sabido que, num serviço, não existem, concerteza, 25% de Relevantes, pois não? Então que dizer o que era feito no antigo sistema de avaliação em que tudo era Muito Bom. Acha que aí também estava correto?

    ResponderEliminar
  12. Paula Tavares: Diz que: "nunca deu excelente porque ninguém é excelente" e "estabeleceu objetivos mensuráveis". Perante estas afirmações pergunto: qual a avaliação do trabalhador que supere os objetivos?
    Na verdade, se é CT ou CSAE não dá avaliação nenhuma, pois, na minha opinião não pode avaliar (CPA), se é Elemento com competência para avaliar, obrigatoriamente terá que dar Relevante. Não será?

    ResponderEliminar


Agradeço o seu contributo com interesse público e de forma séria.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...