quarta-feira, 31 de julho de 2013

Mais Impostos - ADSE até 31 de dezembro de 2013 passa de 1% de 2,25% os Descontos Obrigatórios


A aplicar já no Mês de Agosto que se encontra em processamento neste momento.

Um funcionário com o vencimento 683,13 Euros descontava 1,5%     = 10,25 Euros
                                                                                     com 2,25%   = 15,38 Euros
                                                  Janeiro de 2014 aumenta para 2,5% = 17,08 Euros

                                                                        Perda de Vencimento = 6,83 Euros / MÊS


Decreto-Lei n.º 105/2013. D.R. n.º 145, Série I de 2013-07-30
Ministério das Finanças
Altera o Decreto-Lei n.º 118/83, de 25 de fevereiro, o Decreto-Lei n.º 158/2005, de 20 de setembro, e o Decreto-Lei n.º 167/2005, de 23 de setembro, revendo os descontos a efetuar para os subsistemas de proteção social no âmbito dos cuidados de saúde, concretamente da ADSE, da ADM e da SAD

Artigo 5.º
Norma transitória
1 — As percentagens referidas no n.º 1 do artigo 46.º e
no n.º 1 do artigo 47.º do Decreto-Lei n.º 118/83, de 25 de
fevereiro, na redação dada pelo presente decreto-lei, são
até 31 de dezembro de 2013, de 2,25%.
2 — As percentagens referidas nos n.os 1 e 2 do artigo 24.º
do Decreto-Lei n.º 158/2005, de 20 de setembro, alterado
pela Lei n.º 53-D/2006, de 29 de dezembro, na redação
dada pelo presente decreto-lei, são até 31 de dezembro de
2013, de 2,25%.
3 — As percentagens previstas nos n.os 1 e 2 do artigo
13.º do Decreto-Lei n.º 167/2005, de 23 de setembro,
alterado pela Lei n.º 53-D/2006, de 29 de dezembro, na
redação dada pelo presente decreto-lei, são até 31 de dezembro
de 2013, de 2,25%.

2 comentários:

  1. Será que não vale a pena desistir (sim eu posso desistir porque fui dos desgraçados que passou da CGA/ADSE para a S.S.) e fazer um seguro privado ou o cartão de Saúde do Cofre dos Funcionários Públicos (30€/ano)?

    ResponderEliminar

  2. Olá Caro Karpas,

    Eu também posso desistir :)

    Concordo consigo, contudo, deve-se analisar cada caso de saúde. Visto que existem problemas de saúde em que a despesa no serviço nacional não são suportadas. Se está bem de saúde... compensa mudar. Subscrever um acordo.

    ResponderEliminar


Agradeço o seu contributo com interesse público e de forma séria.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...