sábado, 8 de dezembro de 2012

-7.5% de funcionários públicos durante 2012

Penso que se ultrapassou o previsto -7.5% de funcionários públicos.

Tratem urgentemente de gerir o serviço pendente e substituir atempadamente os funcionários (pelo menos por mobilidade) para terem um acompanhamento de serviço antes da aposentação! Daqui a poucos anos, vamos ter pessoal novo, mas sem perceber puto da matéria. Quem está no final da carreira, não quer saber de inovação entre outras coisas!


in http://economico.sapo.pt/noticias/numero-de-reformas-do-estado-aumenta-75_158045.html

      
"O Ministério da Educação é o que vai perder mais funcionários para a  reforma em Janeiro, com um total de 698 novos pensionistas, mais 40% face ao mês homólogo.

Recorde-se que é esperada até final do ano uma corrida à aposentação na administração pública, já que a partir de Janeiro a idade da reforma exigida passa a ser de 65 anos, igual à do regime geral da Segurança Social. A aposentação é a via primordial do Governo para reduzir em 2% ao ano (meta acordada com a troika) o número de trabalhadores.
Essa corrida foi já evidente no mês de Novembro com a entrada de cerca de seis mil pedidos de aposentação no Estado.
A lista permite ainda verificar que em Janeiro, do total de novos reformados do Estado, há 20 que vão receber uma pensão superior a 4 mil euros. Destas pensões, 12 pertencem ao Ministério da Saúde (chefes de serviço de vários hospitais e assistentes graduados), quatro ao Ministério da Defesa (tenentes, major e coronéis) e três à Educação (professores universitários)."

Sem comentários:

Enviar um comentário


Agradeço o seu contributo com interesse público e de forma séria.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...